Conseguir um bom emprego é o sonho de todo mundo, mas pode levar um tempo. Encontrar a vaga adequada para as próprias características é um desafio, sem contar a competitividade e alto nível dos candidatos. Conhecer melhor algumas etapas do processo de contratação é fundamental para uma boa entrada no mercado de trabalho. Entrevistamos a Juliana Pereira, assessora de carreiras da Catho – um dos maiores portais de emprego do Brasil -, que nos contou um pouco sobre os critérios de seleção de candidatos, deu dicas sobre as melhores maneiras de fazer um currículo.

Leia abaixo a entrevista e descubra quais são as características mais procuradas entre balconistas de autopeças:

 shutterstock_82686955

Quais são os primeiros critérios de uma empresa ao fazer a seleção de candidatos?

Muitas organizações se baseiam nas competências técnicas do profissional no momento da seleção como, por exemplo, histórico profissional e formação acadêmica, cursos extracurriculares, entre outros.

Já no momento da entrevista, os selecionadores procuram descobrir se as características comportamentais do candidato vão de encontro com o perfil desejado, ou seja, buscam identificar aspectos como tomada de decisão, bom desempenho em trabalho sob pressão e relacionamento interpessoal.

Sendo assim, para que o candidato consiga garantir a vaga ofertada, é necessário que seja um bom “vendedor” de suas competências, habilidades e experiências adquiridas ao longo de sua trajetória profissional.

 

Na hora da entrevista, existem mesmo alguns passos a seguir ou espontaneidade deve estar acima de tudo?

O candidato deve agir com naturalidade no momento da entrevista. Passar confiança, demonstrar interesse pela vaga ofertada e que tem o perfil adequado, são características que devem ser exploradas nessa etapa.

Outro fator essencial na entrevista é a clareza das respostas, ou seja, o candidato deve responder de acordo com o que lhe foi questionado, não deve exagerar e nem fugir do foco do questionamento.

Além disso, é importante que o candidato esteja atento a todos os seus movimentos corporais e expressões faciais para transmitir uma boa impressão ao entrevistador. Afinal, eles são treinados para detectar e captar o mínimo detalhe de sua atitude. O importante é transparecer que está seguro e preparado para enfrentar a situação.

 

Qual a melhor maneira de fazer um currículo?

Ao elaborar um currículo, o profissional deve primeiramente fazer uma avaliação de sua trajetória profissional e de seus conhecimentos. Afinal, o mercado só abre portas para aqueles que estão preparados. Conhecimentos técnicos e domínio na área ofertada são alguns dos diferenciais esperados pelos selecionadores.

As principais dicas para formular um bom currículo são:

– Visual limpo, organizado e sem o uso de abreviações. Evite o uso de cores, vários tipos de fonte e muita variação no tamanho. Para apontar diferentes itens, utilize recursos como negrito, itálico e marcadores para tópicos.

– O tamanho de fonte ideal é de 11 pontos. Caso necessário, utilize um tamanho máximo de 13 pontos. Utilize folha tamanho A4, margens superior e inferior e direita e esquerda igual a 2 cm.

O espaçamento das entrelinhas deve ser simples, pois as margens largas já ajudam a deixar o currículo mais leve e agradável de ler.

 

Como o candidato deve estar vestido para uma entrevista de emprego?

A apresentação pessoal em uma entrevista pode ser tão avaliada pelos recrutadores quanto o jeito de se portar e suas competências. O nível de formalidade depende da cultura da organização e das expectativas para o cargo, sendo assim, é importante buscar informações sobre a empresa, como por exemplo, o código de vestimenta.

Em geral, para os homens o terno preto é o preferido. Caso não tenha um terno nesta cor, escolha outra que seja sóbria, como o azul marinho, por exemplo. Os sapatos e as meias devem ser pretos e a utilização da gravata só deve ser feita após verificar o porte da empresa e a descrição da vaga.

Para a mulher, um terninho de cor neutra é a opção favorita. Quanto ao sapato, escolha um scarpin, por ser clássico e elegante. A maquiagem deve ser leve e os acessórios discretos.

 

Qual a importância dos cursos complementares nos currículos? Quanto eles podem diferenciar cada candidato na hora da contratação?

Os cursos podem ter um peso considerável no momento da escolha de um profissional, pois muitas organizações “enxergam” de forma positiva aqueles que se empenham em aprofundar seus conhecimentos.

Vale destacar que o profissional que aposta em aprimoramento através de cursos pode desenvolver competências, atualizar seus conhecimentos, além de aprender ferramentas que possam resultar em melhorias reais ao cotidiano das organizações.

 

Esses cursos geram alguma perspectiva de aumento na média do salário?

Em um mercado altamente competitivo, é necessário que os profissionais busquem aprimoramento profissional e, para aqueles que estão em busca de recolocação, é importante dividir o tempo entre procurar oportunidades e se aprimorar. É aí que os cursos podem ser vistos também como diferencial na contratação dos colaboradores e na conquista de bons cargos e salários.

 

No setor de autopeças, quais são as vagas mais procuradas?

Atualmente as vagas mais procuradas no setor de Autopeças são as de Gerente de Engenharia de Produto, Gerente Comercial e Vendedores de Autopeças.

 

Entre os balconistas e vendedores de autopeças, quais são as características mais procuradas?

Desenvoltura no atendimento, receptividade, boa capacidade de convencimento, autoconfiança e persistência são algumas das características mais procuradas para ocupação dos cargos de Balconista e Vendedores de Autopeças. Além disso, estes profissionais devem demonstrar entusiasmo em atender as reais necessidades, demonstrando assim verdadeira “paixão” pelo que fazem.

 

Qual a época do ano com maior número de vagas no setor?

O setor de autopeças possui vagas o ano todo, no entanto, o maior índice de contratação concentra-se no final do ano, inclusive para vagas temporárias.

 

Quantas vagas de vendedores e balconistas de autopeças vocês têm agora na plataforma?

Existem 792 vagas disponíveis para Balconista e 101 vagas para Vendedor de Autopeças nível Brasil no site da Catho.

 

Compartilhe

Comentários