A Brexit, como está sendo chamada a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), irá trazer consequências ao mercado automotivo. Segundo estudo da Focus 2 Move, empresa de consultoria italiana, deve ocorrer uma queda de 10% nas vendas de automóveis no país britânico. Isso porque a libra esterlina deve desvalorizar em relação ao euro.

Fora isso, as montadoras instaladas no país pedem isenção de impostos, já que a atuação em outras nações da UE conta com condições de livre comércio de bloco. “Nós não sabemos ainda o que a mudança significa para as operações que temos no Reino Unido até que seja definida uma nova legislação”, disse um porta-voz da BMW à imprensa.

brexit1

Para se ter ideia da importância das exportações para o mercado inglês, no ano passado, 80% da produção total de 1,68 milhões de automóveis foram destinados para outros países.

Sem contar a nacional Jaguar Land Rover, nove montadoras têm fábricas no Reino Unido: Ford, GM, BMW, Nissan, Honda, Toyota, Volvo, Aston Martin e Volkswagen.

Compartilhe

Comentários