O Salão de Genebra é conhecido por trazer os lançamentos extravagantes de superesportivos de centenas de milhares (às vezes milhões) de dólares. Assim foi na edição desse ano, que comemorou o 86º aniversário, que trouxe novidades de marcas renomadas, como Bugatti, Ferrari e Lamborghini, além dos pequenos, mas luxuosos, fabricantes. A inovação de 2016 foi a exibição de uma tendência mundial de um segmento que cresce cada vez mais, dos SUVS, com lançamentos da Toyota, Audi e Volkswagen, mas quem brilhou mesmo foram os superesportivos.

Entre os destaques estão o Bugatti Chiron, sucessor do legendário Vyron, que foi uma das principais estrela. O superesportivo, com seus quase 1500 cavalos, acelera de 0 a 100 km/h em apenas 2,5 segundos, e tem uma impressionante velocidade máxima de 420 km/h. Quem quiser ter um desse, que será produzido em uma pequena escala de 500 unidades, precisará gastar R$ 10,2 milhões, precinho bem salgado.

A Ferrari GTC4 Lusso é  a sucessora da FF, que será o primeiro modelo da montadora com tração nas quatro rodas e capacidade de quatro passageiros. O nome do carro foi inspirado nos veículos de corrida dos anos 1960 e traz um sistema com as quatro rodas direcionais. O motor é um V12 de 6,3 litros, naturalmente aspirado, além dos 690 cavalos e 71,1 kgfm de torque. A Lamorghini Centenario, como o próprio nome diz, é item de comemoração dos 100 anos de nascimento do fundador da marca, Ferruccio Lamborghini. O motor é um V12, com bem mais potência e são 20 cv a mais que o esportivo de série, totalizando 780. O carro acelera de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos, com uma velocidade máxima de 337 km/h. Se você ficou tentado a comprar é bom saber que vai terá que desembolsar 1,9 milhões de dólares, além de ter que entrar em uma disputa para adquirir uma das raras 40 unidades.

Veja galeria de imagens:

Previous Image
Next Image

info heading

info content

Compartilhe

Comentários