Os carros esportivos já possuem seu espaço conquistado entre o público que procura um modelo potente por um preço popular. No entanto, se você pensa que nomes compostos por “sport” ou “adventure” são a única semelhança entre eles se atente, pois está enganado. O seu design intimidador quase sempre recebe partes em plástico, algo que os torna chamativos e informais, mas que inevitável sofrem de um mal chamado desgaste.  

As placas de plástico se mostram vulneráveis quando o veículo não possui uma lavagem regular. A indesejada sujeira do dia a dia se acumula facilmente nos poros da peça, transformando o brilho de um carro novo em um aparente descuido do dono. O sol, junto a outros elementos naturais, também pode ser um arqui-inimigo, graças ao calor que estimula naturalmente a oxidação do plástico.

 

Muitos na intenção de proteger a peça aplicam produtos oleosos, como o silicone. Inicialmente o brilho pode parecer vivo, mas com o tempo essa combinação química se torna algo similar a uma cola, atraindo mais resíduos e agravando o efeito. Para obter a solução exata, a aplicação de um condicionador pode ser uma ótima saída. Seu efeito gerará hidratação para o produto e o protegerá do ressecamento causado pelo sol.

 

Caso a placa já esteja desgastada, uma opção é a recuperação através da tinta automotiva. O produto custa em média R$ 40 e devolve a aparência original da peça de maneira prática e eficiente.

Compartilhe

Comentários