Polêmica, a película de vidro é cercada de dúvidas. Mas, afinal, o que é permitido e o que é proibido? É verdade que ela pode trazer perigo em acidentes? Elas realmente aumentam a proteção contra raios UV? Leia e saiba mais sobre esse assunto:

Boatos

É proibido por película no vidro da frente

De acordo com as leis do CONTRAN, a película no vidro do para-brisa é permitida. Há apenas limitação a respeito da intensidade: o máximo permitido é de 25% de escurecimento.

A lei permite a utilização do conhecido G5

Essa é a película preferida dos donos de carros tunados. Muitos não sabem, mas pelo índice de escurecimento, ela é terminantemente proibida pela lei de trânsito.

A película pode trazer perigo em acidentes

Ao contrário do que muitos acreditam, em acidentes, a película pode contribuir para a saúde dos envolvidos. Isso porque sua cola segura os vidros após o impacto.

Fatos

Películas aumentam a proteção contra raios UV

As películas de vidro ajudam a bloquear a passagem de raios ultravioletas oriundos do Sol, aliviando seus impactos e sua intensidade

Películas muito escuras significam riscos em blitz

Muitas vezes condutores que possuem películas com escurecimento acima do permitido são confundidos com infratores, pela não visibilidade do mesmo. É recomendado que, nesse caso, se abra os vidros completamente.

A utilização da película ajuda a reduzir a temperatura do veículo

De fato, carros que possuem película ajudam no rendimento do ar-condicionado e no controle de temperatura.

Comentários