Durou pouco o recorde da Bugatti de aceleração e frenagem. No último mês, o modelo Chiron alcançou a marca de 41,96 segundos entre chegar de zero a 400 km/h para depois frear até a inércia. Quem roubou esse marco dos italianos foi a Koenigsegg, com o Agera RS.

A fábrica da Suécia utilizou um modelo modificado a pedido de um cliente dos Estados Unidos para conseguir bater o recorde. Na pista do aeroporto de Vandel, na Dinamarca, o supercarro nórdico superou a Bugatti ao alcançar o tempo de aceleração e frenagem de apenas 36,44 segundos.

A versão modificada que quebrou o recorde se destaca pelos 1.360 cavalos e 139,8 mkgf de torque

O Agera RS foi conduzido pelo piloto sueco Niklas Lilja. O veículo levou 26,88 segundos para bater os 400 km/h em uma distância de 1.958 metros. A desaceleração levou 9,56 segundos sobre 483 metros.

Previous Image
Next Image

A versão modificada que quebrou o recorde se destaca pelos 1.360 cavalos e 139,8 mkgf de torque. O carro também é equipado com o santantônio removível da própria Koenigsegg. Como comparação, o modelo de fábrica do Agera RS conta com 1.156 cavalos e 130,5 mkgf.

“Sonhos podem virar realidade. A história de Davi e Golias continua. É muito importante visualizar nossos esforços e resultados. Dá energia para os sonhadores e visionários que almejam completar os seus objetivos. Esse é provavelmente o aspecto mais importante e consequência do que nós fazemos aqui na Koenigsegg”, declarou o fundador da fabricante sueca, Christian von Koenigsegg.

Comentários