De acordo com uma pesquisa feita pela B3, empresa do mercado financeiro, a venda financiada de automóveis e comerciais leves zero-quilômetro registrou alta de 24,4% no mês de janeiro em comparação com o mesmo período do ano passado, totalizando 98,7 mil unidades vendidas, contra 79.333 em 2017. Foram incluídas nos dados as vendas por Crédito Direto ao Consumidor (CDC), consórcio e leasing.

A venda a prazo de veículos usados também apresentou alta. Somando leves, pesados e ônibus, a marca do mês atingiu 302,8 mil unidades, obtendo alta de 11,3% sobre janeiro de 2017.

Quanto aos veículos pesados comprados a prazo, o acréscimo foi de 60,2% sobre janeiro de 2017, alcançando 4,8 mil unidades contra 2.984 do ano interior. A B3 explica em seu estudo que o acréscimo elevado ocorre pelo número extremamente baixo de caminhões e ônibus vendidos em janeiro de 2017, um dos piores meses da história para o segmento.

mão de uma mulher abrindo a porta de um carro

As vendas financiadas de motocicletas acompanharam os leves e pesados e também apresentaram recuperação. Foram financiadas 51,7 mil unidades no primeiro mês de 2018, 10,2% a mais que em janeiro de 2017, que teve 46,9 mil unidades comercializadas.

A venda financiada de veículos usados também apresentou alta. Somando leves, pesados e ônibus, a marca do mês atingiu 302,8 mil unidades, obtendo alta de 11,3% sobre janeiro de 2017. Em sua maior parte, o crescimento foi impulsionado pelos automóveis e comerciais leves, responsáveis por 279,7 mil veículos e acréscimo de 11,7%. Enquanto isso, caminhões e ônibus tiveram alta de 10 mil, com alta de 4,8%. Por último, o financiamento de motos usadas foi de 12,2 mil unidades, acréscimo de 11,1% sobre janeiro do ano passado.

A B3 também mostrou que, por modalidade, o CDC respondeu por cerca de 85,7% de todas as vendas a praza de veículos novos e usados. A segunda maior participação foi dos consórcios, com 12,6%.

Compartilhe

Comentários