Durante o Salão de Genebra, o mais importante do setor automotivo, a Goodyear e a Pirelli apresentaram o que elas imaginam ser os pneus do futuro. A norte-americana, por exemplo, mostrou um pneu “verde” revestido com musgos, que promete reduzir os níveis de CO2 das cidades e produzir oxigênio enquanto roda pelas ruas.

Segundo a fabricante, o pneu chamado “Oxygene” seria capaz de, em uma cidade como Paris, com 2.5 milhões de veículos circulando, criar três mil toneladas de oxigênio e eliminar quatro mil toneladas de gás carbônico por ano.

O pneu funciona da seguinte forma: uma estrutura aberta e com pequenas fissuras na banda de rodagem permite que a água absorvida do próprio chão entre e mantenha o musgo vivo, dando continuidade ao processo de fotossíntese e liberação de oxigênio. Para ser produzido, o Oxygene usa impressoras 3D e borracha reciclada. Fora isso, ele também armazena energia para alimentar os sensores de bordo de um possível sistema de inteligência artificial. No entanto, ainda não existe data para o Oxygene virar realidade.

Fora isso, outra inovação apresentada pela marca foi um conjunto de pneus especiais para carros elétricos. De acordo com uma pesquisa feita pela empresa norte-americana, pneus de veículos elétricos desgastam 30% mais rápido por conta do torque instantâneo e do peso das baterias.

Já a italiana Pirelli inovou com a tecnologia Cyber Car, sistema que, por meio dos pneus, fornece dados que aprimoram a segurança e o desempenho. Após interpretar as informações fornecidas pelo componente eletrônica instalado na banda de rodagem, o veículo pode alterar sua configuração para tornar a direção mais segura. Serão avaliados pelo pneu inteligente, por exemplo, dados como pressão, carga e profundidade dos sulcos. Esses itens, se prejudicados, podem interferir no funcionamento do ABS, dos controles de tração e estabilidade.

O Cybercar promete também fornecer uma informação importante aos donos de veículos elétricos. Enquanto atualmente a carga de bateria é calculado por parâmetros personalizados, a tecnologia da Pirelli irá o usar o peso exato do veículo para calcular com exatidão a autonomia restante até a próxima carga.   

Por outro lado, enquanto o pneu da Goodyear não tem data para ser comercializado, a fabricante italiana promete que os primeiros pneus Cyber Car devem aparecer instalados em carros de ponta até o final deste ano.

Comentários