A hora de viajar é um dos momentos os quais os motoristas mais gostam. Porém, é unanimidade que a praça de pedágio parece grande inconvenientes a eles. Além de nos fazer perder tempo de viagem, ainda cobra um valor para transitar pela rodovia. Até por isso, muitos condutores entram desatentos nas áreas de pedágios e podem causar acidentes. Vamos dar algumas dicas para você não vacilar nesses locais.

Sinalização

A primeira é prestar atenção na sinalização pedagiária, que costuma iniciar cerca de 2km antes. As placas mostram o preço, bem como as faixas destinadas à cobrança automática.

Em seguida, o motorista deve atentar-se às faixas e à cabine escolhida. Confirme se esta última está ativa (normalmente, uma luz verde indica as que estão funcionando; se a luz for vermelha, ela está desativada). Quanto à faixa, elas costumam se desmembrar conforme as cabines se aproximam, então evite mudanças. Vale lembrar também que a velocidade diminuir de acordo com a proximidade.

Pagamento

Evite também dirigir enquanto procura notas/moedas. Se estiver acompanhado, deixe essa tarefa com outro passageiro. Caso esteja sozinho, procure pesquisar sobre os locais e tarifas de pedágio que encontrará na rodovia. Assim, você pode iniciar a viagem já com o dinheiro organizado. Se não conseguir fazer esse planejamento, deixe para fazê-lo apenas quando chegar à cabine.

Cobrança Automática

Se você utiliza sistemas de cobrança automática, assim que ver a placa que indica as faixas destinadas a esse método de pagamento, dirija-se à elas o quanto antes, evitando tal mudança conforme a cancela se aproxima. Lembre-se também que o aparelho indicado para fazer a leitura do dispositivo de cobrança automática só consegue fazer o serviço se o veículo estiver numa velocidade razoavelmente baixa, normalmente de 40 km/h.

Caso tenha algum problema com a cobrança automática, siga as instruções dos funcionários da concessionária, que provavelmente indicarão um local seguro para o procedimento de pagamento.

Comentários