Sabe aquela sensação de desconforto dentro de um carro, principalmente quando passamos por lombadas ou grandes declives? Elas são amenizadas pela suspensão do carro, que transforma as viagens em momentos muito mais agradáveis aos passageiros.

COMO FUNCIONA

A suspensão é responsável pela estabilidade de um carro. Logo, deve incorporar todas as inconstâncias do solo e, como consequência, reter todas as rodas no chão. Ela é formada por três itens principais: mola, amortecedor e barra estabilizadora.

MOLA

Ligada ao amortecedor, a mola tem como função absorver o impacto sofrido pelas rodas. Ela pode ser de dois tipos: feixe de molas ou helicoidal (mais utilizada em veículos leves). Sendo assim, são responsáveis por levar a energia acumulada para o amortecedor.

duas molas fundo preto
AMORTECEDOR

Junto à mola, ele pega a energia recebida por ela e a dissipa. Dessa forma, reduz as oscilações da mola e, consequentemente, do automóvel.

Eles podem ser convencionais ou pressurizados. Os primeiros são formados por um conjunto de pistão e válvulas fixados à uma haste. Esta, por sua vez, se movimenta por dentro de um tubo com um óleo bastante resistente à condições extremas, como altas temperaturas. Por terem uma tecnologia mais rústica, estão presentes apenas nos veículos mais antigos, além de caminhões e ônibus.

Já os pressurizados funcionam hidraulicamente, por meio de um óleo. No seu sistema, a pressurização de nitrogênio evita que haja falta de lubrificação na abertura da haste. Dessa forma, aumentam a vida útil do amortecedor. Por isso, estão mais presentes nos veículos leves modernos.

suspensão do carro amortecedor fundo cinza

BARRA ESTABILIZADORA

A barra estabilizadora tem como função ligar as colunas de suspensão. Sua responsabilidade é de manter a estabilidade do carro em altas velocidades, principalmente nas curvas. Está presa à carroceria através das buchas de ligação, e às colunas por via de bieletas.

Comentários