Considerado o tipo mais comum de carroceria, o sedã é um dos utilitários mais presentes nas ruas do mundo. A estrutura da sua carroceria é, basicamente, aquela clássica de desenhos infantis: compartimento do motor, cabine de passageiros e porta-malas.  No entanto, os boatos que os envolvem ainda deixam muita gente grande em dúvida. Confira alguns Fatos e Boatos sobre os sedãs:

FATOS:

Sedãs possuem acabamento superior

Ao longo dos anos, tornou-se habitual grandes corporações e governos proporcionarem sedãs de luxo para os seus altos executivos. Consequentemente, ao projetarem tais modelos, montadoras foram aperfeiçoando a carroceria e acabamentos, inserindo materiais mais ricos, reduzindo as áreas de plástico e desenvolvendo visuais luxuosos e formais.

Sedãs consomem menos combustível

Por serem menores e mais leves que SUVs e minivans, os sedãs têm uma resposta aerodinâmica melhor, gerando assim menos atrito com o ar. Consequentemente, acabam consumindo menos combustível que outros utilitários.

Melhor desempenho nas estradas

A justificativa para este fator é exatamente a mesma para o baixo consumo de combustível:  a aerodinâmica presente em sua baixa carroceria. Nos sedãs, devido um volume a mais por conta da traseira, o ar é escoado de uma forma mais suave, gerando uma turbulência significativamente menor.

Previous Image
Next Image

info heading

info content


BOATOS:

Sedãs são mais confortáveis

Devido a distância mais longa entre eixos, o utilitário deveria trazer esse benefício aos passageiros. No entanto, por conta dos assentos baixos, os joelhos acabam ficando mais altos e o quadril afundado no assento. Isso acaba gerando desconforto, principalmente em viagens. Para o motorista, o assento baixo também prejudica a visão, que acaba ficando apenas parcial.

Manter um sedã é mais caro

Apesar de, muitas vezes, os sedãs oferecerem o conforto de um carro de luxo, com bancos de couro e teto solar elétrico, na hora de manter um carro desses tudo fica mais em conta. Isso comparado com um SUV. Por terem pneus maiores e um porte mais grosseiro, eles exigem maiores desembolsos em peças e serviços.

Comentários