Componentes essenciais para a segurança veicular, os amortecedores têm a função de controlar a ação das molas na suspensão, evitando a oscilação excessiva do veículo e mantendo os pneus sempre em contato com o solo, garantindo assim a estabilidade e a dirigibilidade do veículo nas mais diversas condições de terreno. Os amortecedores Cofap são desenvolvidos e produzidos há mais de 60 anos para a indústria automobilística brasileira, sendo líderes no segmento e fornecidos para a maioria das montadoras instaladas no Brasil, para veículos leves e comerciais leves e pesados. Líder isolada do mercado de reposição e referência de qualidade no mercado reparador, a marca desvenda os principais mitos e verdades sobre essa autopeça. Confira:

Amortecedores aceitam recondicionamento.

MITO. Amortecedores não devem ser recondicionados. A maioria das peças vendidas como recondicionadas na verdade são amortecedores usados e já descartados que receberam apenas uma pintura nova ou que tiveram apenas o óleo substituído por um fluido fora dos parâmetros exigidos para o seu correto funcionamento. 

Amortecedores recondicionadas têm a mesma eficiência que os novos.

MITO. Como os componentes internos estão desgastados, os amortecedores recondicionados estão sujeitos a apresentar grande perda de eficiência e, consequentemente, causar sérios problemas como perda de dirigibilidade e de estabilidade (principalmente nas curvas), aumento na distância da frenagem, desgaste prematuro dos pneus e desgaste dos demais componentes do sistema de suspensão, como coxins e buchas. 

Amortecedor precisa ter selo do INMETRO.

VERDADE. Todos os amortecedores comercializados no Brasil devem possuir o certificado do INMETRO, que garante a qualidade da peça para o mercado reparador. Isso acontece justamente pelo fato de o amortecedor ser um dos itens de segurança mais importantes do veículo. Os amortecedores que conquistam o certificado devem apresentar, obrigatoriamente, o selo Inmetro gravado no tubo externo e também na embalagem, de maneira que o consumidor esteja certo de estar adquirindo um produto qualificado. Os amortecedores Cofap são certificados desde 2012.

A substituição deve ser feita sempre em pares.

VERDADE. A recomendação é que a substituição de amortecedores seja feita sempre aos pares, para cada eixo. Isso porque, se um amortecedor novo trabalhar em conjunto com outro usado (mesmo que ainda esteja em condições de uso) num mesmo eixo, poderá haver um desequilíbrio, prejudicando a dirigibilidade. A garantia Cofap cobre peças defeituosas, conforme os procedimentos informados no Certificado de Garantia que acompanha os amortecedores.

Comentários