Comumente visto em carros de filmes de corrida, o spoiler é um apêndice colocado nos automóveis para melhorar sua estabilidade e aderência quando ele está em alta velocidade. 

O acessório é majoritariamente associado com a dianteira do veículo, mas ele pode ser colocado nas laterais, em cima do para-brisa traseiro e no capô do porta-malas.

Como funciona?

O arrasto aerodinâmico é uma resistência que o vento faz contra o carro. O ar que circula em alta velocidade cria uma camada na traseira do veículo que o puxa para trás. Principal efeito que o spoiler tenta minimizar.

Quando colocado na traseira do veículo, o apêndice cria uma espécie de bolsão de ar de alta pressão que faz com que o vento seja redirecionado. Assim o “puxão” para trás que o carro receberia é reduzido. 

Ao colocar o spoiler na dianteira do veículo, ele redireciona o ar para as laterais. O item funciona literalmente como uma barreira física que faz com que o ar procure outro caminho, que não seja por baixo do carro, efeito que também reduz o arrasto aerodinâmico.

Efeitos

Com os spoilers dianteiros, que ajudam o veículo a “cortar” o vento, e o traseiro que reduz o arrasto, o carro consegue atingir uma velocidade maior com menos esforço. Além disso, um dos principais benefícios do item é a redução do consumo de combustível e o aumento no downforce (aderência do veículo no asfalto).

Do que é feito?

  • Plástico ABS: Material mais utilizado para a fabricação dos itens. Apesar de ser mais frágil, o material se destaca por ser o mais acessível;
  • Fibra de vidro: Amplamente utilizado na indústria automobilística, a fibra de vidro é bastante durável, mas não muito viável por ser trabalhosa;
  • Silicone: Ele começou a ser utilizado mais recentemente. O material possui características térmicas variáveis e possui uma longa vida útil;
  • Fibra de carbono: A mais cara entre as matérias primas, a fibra de carbono é um material de alto nível que é o mais leve e o mais durável, dentre os outros citados.
Compartilhe

Comentários