Os estepes, ou pneus reservas são itens de segurança quase indispensáveis nos dias de hoje. Eles servem para te salvar em situações na qual você precise trocar um pneu furado, mas existem diversos mitos que atravessam gerações sobre eles. Confira aqui os fatos e boatos sobre os estepes.

BOATOS

Os estepes são obrigatórios
Pelo incrível que pareça eles não são obrigatórios em alguns casos. É uma infração grave andar por ai sem um estepe, algo que pode render 5 pontos na carteira de motorista. Mas donos de alguns veículos não precisam se preocupar, como os carros com sistema Run Flat, ônibus e micro-ônibus,  caminhões de lixo, carros blindados e veículos com sistemas alternativos de rodagem.

Não precisa calibrar
Pelo fato de ficar muito tempo sem uso, as pessoas pensam que os estepes não perdem pressão, mas elas não estão mais do que erradas. Os estepes perdem pressão assim como qualquer outro pneu, porém em uma velocidade menor. O ideal é fazer a calibragem deles a cada 15 dias, junto com os pneus normais. Além disso, é indicado que seja colocada uma pressão indicada para um carro com carga pesada.

FATOS

Os estepes possuem data de validade
Não só os estepes, como todos os pneus. Os pneus possuem uma vida média de 5 anos, após esse tempo a borracha começa a ressecar, perder aderência, suportar menos peso e velocidade. A data de fabricação do pneu está localizada em sua lateral, a sigla DOT em seguida alguns números mostram a semana e o ano que o pneu foi fabricado, exemplo: DOT 0919, significa que ele foi fabricado na nona semana de 2019.

Se trocar a roda, tem que trocar os parafusos
É bastante comum que o pneu sobressalente possua uma roda de aço. Caso o dono do veículo queira colocar rodas de liga leve para padronizar é necessário trocar os parafusos. A mudança dos parafusos serve para garantir que o estepe não fique solto dentro do veículo.

Compartilhe

Comentários