O MC20 elétrico vai de 0 a 100km/h em 2,8 segundos e de 0 a 200 km/h em 8,4 segundos, enquanto seu irmão gêmeo de motor V6 biturbo que entrega até 630 cavalos vai de 0 a 100  km/h em 2,9 segundos e de 0 a 200 km/h em 8,8 segundos. A versão elétrica só perde na velocidade final, que chega a 310 km/h, ao passo que a versão V6 chega a 325 km/h. O carro chega no valor de 210 mil dólares, equivalente a R$ 1,1 milhões na conversão atual.

O desenvolvimento do carro começou na metade de 2018 e ficou duas mil horas em simulações aerodinâmicas. A suspensão tem duplo braço triangular na dianteira e na traseira, modelo pensado para alto desempenho e para conforto no dia a dia, e os amortecedores são controlados eletronicamente, se adaptam às condições da pista e ao modo de condução selecionado pelo motorista. Os modos são: Wet, GT, sport, Corsa e ESC off.

O carro é construído em fibra de carbono leve, projetado para se adaptar às versões cupê, conversível e elétrica, com um peso aproximado de 1.500 quilos, sendo adaptado apenas em espessura e reforço para atender os diferentes modelos. Na versão elétrica, por exemplo, será fornecido reforço inferior para apoio e proteção da bateria.

O carro elétrico terá um trem de força com mais de 700 bhp. Por causa da robustez do trem de força elétrico e a estrutura necessária para acomodá-lo, o MC20 na versão elétrica será entre 80kg a 100kg mais pesado do que a versão com motor V6 biturbo.

Dentro do MC20 existem duas telas de 10 polegadas uma para a o painel de instrumentos e outra para a central multimídia com câmera de ré em alta resolução. O interior do carro foi desenhado para ser minimalista, luxuoso e elegante.

O modelo à combustão usa transmissão de dupla embreagem e tem oito marchas com tração traseira e um motor que pesa menos de 220 kg que pode chegar até 8.000 rpm. O motor com grande número de cavalos e bom torque garante que o carro chegue a 100 km/h com certa facilidade e que atinja até 325 km/h.  Até o momento não foram divulgadas informações sobre a bateria, mas, dado o desempenho superior ao motor V6 e a autonomia de até 380 quilômetros entre recargas, supõe-se que o carro possuirá duas baterias.

Compartilhe

Comentários