CEO do grupo alertou para a necessidade de reinvenção de algumas marcas que não registram bom número de vendas. Elas irão sobreviver?

Formada em 2021 pela fusão entre PSA Peugeot-Citroën e Fiat Chrysler Automobiles (FCA) – e dona de diversas marcas – a Stellantis deu um ultimato para aquelas que vêm trafegando em baixa velocidade no mercado. Estão entre elas, especialmente: Lancia, Alfa Romeo, Chrysler e DS Automobiles.

O recado foi dado no início de maio pelo CEO do grupo, Carlos Tavares, durante o evento Future of the Car Summit, promovido pelo jornal Financial Times, de Londres.

“Estamos dando uma chance para cada uma com uma janela de 10 anos e também fundos durante uma década para elaborarem uma estratégia de modelo central. Os CEOs precisam ser claros nas promessas, clientes, alvos e nas comunicações das marcas. Se obtiverem sucesso, ótimo. Cada marca terá a chance de fazer algo diferente e atrair clientes”, declarou.

Segundo Tavares, não há um plano para descontinuar as empresas. Trata-se, em suma, de um alerta para que elas trabalhem nesses próximos 10 anos, de modo a provarem seu valor.

Diante disso, as marcas que atualmente registram baixo número de vendas deverão aproveitar o período para se recuperarem e traçarem novas estratégias a fim de retornar à crista da onda. Caso contrário, aí sim, elas correrão o risco de fechamento.

O enorme guada-chuva da Stellantis

Esse questionamento faz sentido; afinal, a Stellantis é o 4ª maior conglomerado automobilístico do mundo. Atualmente, ela comanda 18 marcas diferentes. Portanto, dificilmente todas elas estarão na ponta dos cascos ao mesmo tempo, e é possível que, no futuro, esse guarda-chuva diminua de tamanho.

Quem já está se mexendo

Entre as empresas citadas, a Alfa Romeo é aquela que sinaliza ter entendido o recado. A montadora italiana já conta hoje com modelos bastante atrativos como: Giulia; Stelvio; Tonale e Brennero.

A DS Automobiles também está expandindo seu portfólio com o lançamento do DS4 hatchback/crossover, além do DS9 (uma versão estendida e mais luxuosa do Peugeot 508).

Compartilhe

Comentários