A primeira diferença entre pneus está na sua construção, que pode ser radial ou diagonal. O diagonal, que tem caído em desuso com o passar dos anos, tem um formato mais oval, parecido com um pneu comum de bicicleta, e era o mais comum entre os carros até a década de 80, quando passou a ser substituído pelos radiais. Essa troca se deu por conta de seu formato mais quadrado, o que gera uma maior área de contato com o solo e assim conferindo uma melhor aderência, resposta e durabilidade.

15253647771_ef38776be0_oOutra diferença entre eles está no desenho da banda de rodagem, que pode ser dividido em três tipos: on road, off road e misto. Os pneus on road são desenhados de modo a favorecer a performance do carro, mantendo o máximo de contato com o asfalto para maior aderência e sendo extremamente eficiente no escoamento de água, semelhante ao pneu biscoito da Formula 1, usado quando a pista está molhada. Os off road tem grandes sulcos que funcionam para manter a tração mesmo em terrenos instáveis. Os pneus mistos, ou de passeio, combinam características dos on road e off road, funcionando bem em diversas condições da pista, desde que não sejam extremas. Além disso, têm excelentes níveis de conforto, baixo ruído e durabilidade. Dentro do grupo misto, existem os pneus verdes, que são ecologicamente corretos, com materiais mais leves e que além do menor ruído, reduz o consumo de combustível.

Os números do lado do pneu indicam suas medidas, facilitando a identificação de modelos compatíveis com aquela roda ou carro. Por exemplo, um pneu com o código 205/55 R16 91 W significa que é um pneu com 205mm de largura, e 55% de 205mm é a altura da parte lateral do pneu. O R indica que é radial e 16 é o tamanho do aro da roda que encaixa nele. O 91 é o índice de carga máxima permitida em cada pneu, portanto 630kg por roda, e o W indica a velocidade máxima aprovada, nesse caso, de 270km/h.

Compartilhe

Comentários