Pouco mais de seis meses após receber a pior nota do Latin NCAP, instituição que realiza testes de colisão, o Onix, veículo mais vendido do Brasil, obteve três estrelas na nova avaliação de segurança. A bateria de testes, patrocinada pela própria Chevrolet, aconteceu após o modelo receber reforços estruturais.

“As melhoras do Onix são uma importante notícia para nosso mercado. É alentador ver como os fabricantes de automóveis levam em frente essas melhorias tão relevantes” – Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP

Em maio do ano passado, após serem observadas “estruturas perigosas na zona do painel que poderiam impactar contra o joelho do motorista e do acompanhantes”, o PROTESTE, associação de defesa do consumidor,  pediu a suspensão das vendas do Onix. Além dos problemas no painel, o Latin NCAP classificou como “pobre” a segurança para o peito dos ocupantes.

Agora, tanto o Onix como o Prisma receberam reforços de absorção de impacto nas portas para aumentar seu nível de segurança em caso de colisão lateral. O carro também recebeu ancoragem ISOFIX, sistema de fixação infantil que reduz consideravelmente deslocamento de pescoço, ombros e coluna cervical. Um novo cinto de segurança para os motoristas também foi adicionado.

Com os reforços implementados, o Latin NCAP conferiu três estrelas ao modelo. Apesar das melhorias, o Onix ainda não conseguiu obter quatro estrelas, já que apresenta proteção considerada fraca para o peito do adulto em impactos frontais e laterais.

Por último, a Latin NCAP considerou importante as melhorias para o mercado. “As melhoras do Onix são uma importante notícia para nosso mercado. É alentador ver como os fabricantes de automóveis levam em frente essas melhorias tão relevantes. Mais uma vez, o Latin NCAP demonstrou que os testes dos diferentes modelos, e a publicação de seus resultados, são ferramentas muito poderosas e eficientes disponibilizadas para melhorar a segurança dos veículos no mercado latino-americano, mesmo antes, e em um nível mais alto, que qualquer exigência a respeito por parte do governo regional”, afirmou Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP.

 

Comentários