A cada dia, novos itens automotivos surgem para deixar o trânsito menos vulnerável a imprevistos. O mercado de automóveis evoluiu também para deixar nossos carros mais seguros em relação ao mundo externo. Hoje, o sistema de chaves e controles deixou os automóveis mais protegidos. Entretanto, o futuro pode não contar mais com elas.

Chave de metal

Carros mais seguros chave metalAs chaves clássicas, de metal, já foram um dia apenas usadas para abrir o carro. O Ford T em suas primeiras gerações utilizava uma chave que “liberava”o automóvel. Porém, sempre que se deslocasse, o motorista precisava de ajuda externa para girar uma alavanca que ficava na próxima ao para-choque dianteiro. Ela acionava o motor. Após isso, veio a chave clássica, como conhecemos a até pouco tempo atrás,que podiam abrir o carro e dar a partida.

Abertura e fechamento via controle

Carros mais seguros controleApesar de alguns carros ainda utilizarem a chave comum de metal para abertura e acionar a ignição, alguns  já utilizam as ˜chaves inteligentes˜. Para abrir e fechar o carro, existe um controle que pode fazer isso mesmo a certa distância. Na hora da ignição, pode ser necessária ou não a chave, já que alguns modelos contam com um botão próximo ao volante que apenas detecta a presença do controle e libera o funcionamento, dificultando o furto, por exemplo.

Biometria

Direção autônoma biometriaApesar de parecer distante, o sistema de biometria vem aí. A Continental apresentou seu sistema de acesso biométrico em 2017, numa convenção em Las Vegas. Para fazer com que o motor ligue, por exemplo, o motorista deve fazer autenticação de digital. Durante esse processo, uma câmera faz o reconhecimento facial do motorista, ajustando as características do carro, como a temperatura do ar condicionado. Ao que parece, as máquinas estão ficando cada vez mais flexíveis. Melhor para nós.

Compartilhe

Comentários