Tirar a carteira de habilitação é um dos momentos mais marcantes da vida adulta. Dificilmente alguém esquecerá esse episódio. As cansativas aulas teóricas, o nervosismo em passar na prova prática, o significativo valor desembolsado. Sim, por aqui, tirar a CNH é um processo cada vez mais complicado. Mas e em outros países, como isso funciona?

Estados Unidos

Idade mínima: 16 anos

Aulas práticas não são obrigatórias

Tempo estimado para tirar a habilitação: 1 – 12 meses

A referência mais próxima que muitos têm disso são as aulas de direção feitas por adolescentes em filmes americanos. Entretanto, a verdade é que o processo não se resume a isso. Há dois anos morando por lá, Ana Caroline Costa, de 25 anos, esclarece que apesar da facilidade, o processo é bem diferente do que temos aqui.

“Nos EUA, cada estado funciona de um jeito. Em Nova Iorque por exemplo, onde moro, você precisa ir até o escritório do departamento de direção (DMV) com toda a documentação necessária e fazer o teste teórico – geralmente são entre 30 e 40 questões. Se passar, você recebe a licença provisória, que pode ter duração de até um ano. Com ela, pode dirigir pela cidade com alguém maior de 21 anos habilitado ao seu lado. Isso até se sentir preparado para fazer a prova prática, que enfim lhe dará a habilitação definitiva”, explica.

Nos Estados Unidos, os processos não funcionam por meio de autoescolas. Por isso as aulas práticas não são obrigatórias. Muitos aprendem a dirigir com seus pais ou amigos. Principalmente porque os cursos particulares são, em sua maior parte, caros.

Espanha

Idade mínima: 18 anos

São necessárias aulas práticas em autoescolas

Tempo estimado para tirar a habilitação: 6 – 7 meses

A Espanha é um dos países que possui um processo de habilitação bem parecido com o do Brasil. Elis Moreno, de 34 anos, percebeu isso quando mudou-se para lá há 3 anos. Apesar das semelhanças, ela sentiu bastante dificuldade em encontrar informações úteis sobre o procedimento. Apesar disso, sentiu que poderia ajudar outras pessoas divulgando o que encontrasse. Aí nascia o canal Um Belo Dia Resolvi Mudar. “No meu caso, apenas precisei trocar minha carta pela espanhola. Mas pesquisando e conversando com outras pessoas sobre, percebi que ambos possuem a mesma estrutura”.

De acordo com ela, o processo de habilitação no país consiste em um exame psicotécnico (realizado no Centro Oficial de Reconhecimento de Condutores), uma prova teórica e outra prova prática. No caso da prova teórica, ela geralmente é realizada no departamento de trânsito da cidade, sendo composta por aproximadamente trinta perguntas.

A preparação para esse teste ocorre em diferentes autoescolas do país, onde, assim como no Brasil, cobram um valor X pelo pacote preparação exame teórico + aulas práticas. Essas aulas começam assim que o aluno é aprovado na prova teórica. Quando se sentir preparado, basta realizar o exame prático.

Argentina

Idade mínima: 17 anos (com a autorização dos pais)

Aulas práticas não são obrigatórias

Tempo estimado para tirar a habilitação: 1 – 30 dias

No caso da Argentina, apesar da proximidade com o Brasil, o processo funciona de maneira bem mais simples. Para entender mais a fundo, a Adriana Rodrigues, responsável pela página Brasileiros na Argentina, conta como tudo funciona: “A Argentina é um país federalista como o Brasil. Ou seja, apesar de haver legislações nacionais, cada província pode criar suas próprias leis em determinados âmbitos. Contudo, na prática, os requisitos costumam ser bem parecidos”.

O primeiro passo para tirar a sua habilitação é marcar os exames básicos (visão, psicológico, auditivo, médico) e a prova teórica. “Para a prova, é necessário realizar o curso teórico obrigatório. Mas não se assuste, o curso não é longo como os do Brasil e você pode assistir às aulas gratuitamente ou em autoescolas habilitadas (pagando uma taxa)”, explica.

No total, são seis horas de aula. Assim que as tiver concluído, pode realizar a prova teórica que terá questões de múltipla escolha. Outra diferença é que lá as aulas práticas não são obrigatórias. Você pode aprender a dirigir com qualquer adulto habilitado ou, se preferir, pagar para ter aulas com um profissional em alguma autoescola.

Quando se sentir preparado, basta realizar a prova prática. Na Argentina, elas são feitas em circuitos especialmente criados para isso, e você tem duas opções: levar um carro ou alugar um na hora. Quando receber a carteira, vai ganhar também um papel ou adesivo com a letra “P”, que deve ser mantido em lugar visível no carro para indicar que é um motorista principiante.

Austrália

Idade mínima: 16 anos

Aulas práticas não são obrigatórias

Tempo estimado para tirar a habilitação: 5 anos

Esse talvez seja um dos processos mais longos e complicados para habilitação. Quem explica como tudo funciona é o brasileiro Sidnei Moraes, que já mora há três anos na terra do canguru. “Para pegar a carteira definitiva, você leva em média uns 5 anos. Mas isso não quer dizer que não vai poder dirigir até tirá-la”.

Uma vez que a pessoa passa no Driver Knowledge Test, uma prova teórica sobre as regras de trânsito, ela pode pegar a sua Learner’s Permit, uma carteira que dará a permissão de aprendiz ao motorista. Com ela, a pessoa poderá aprender a dirigir pelas ruas desde que esteja acompanhada de um adulto com carteira definitiva. Sua validade é de 5 anos, mas o tempo mínimo para permanecer com ela é de 12 meses.

Quando se sentir preparado, o futuro motorista poderá fazer o teste de direção. Se passar, pegará a carta provisória 1 (P1). Com ela, já poderá dirigir sozinho, mas com algumas limitações. Por exemplo: limite de álcool 0, não pode dirigir com mais de 1 passageiro menor de 21 anos (que não seja familiar imediato) entre 11 da noite e 5 da manhã etc. A pessoa deve ficar nessa categoria por pelo menos um ano, e sua validade é de 18 meses.

Após o período de um ano, o motorista poderá fazer um novo teste para adquirir a sua P2, que o submete a regras mais leves. Ele deverá ficar com ela por pelo menos 2 anos, sendo válida por 30 meses. É a partir dela que o motorista poderá fazer o Driver Qualification Test (DQT), um exame que enfim o qualificará para obter a sua carteira definitiva. Uma curiosidade é que a cada etapa, a pessoa recebe um adesivo que deverá ser posto na placa do carro. O objetivo: informar o seu estágio no processo.  

Comentários