De besouro a gato: modelo elétrico pode trazer briga com a montadora por trás da criação original

Na corrida pelos modelos elétricos, a Great Wall Motors (GWM) acelerou mais rápido do que a tradicional Volkswagen. Um dos mais aguardados lançamentos do Salão de Xangai, ocorrido no final de abril, foi um (quase) clone do Fusca, porém elétrico. 

A semelhança entre os estilos é nítida, sobretudo pelo fato de o modelo da VW ser tão icônico e uma referência para a história automotiva. Essa versão elétrica do renomado Besouro (Beetle) é, na verdade, um “Gato” (Cat). O nome do carro é Punk Cat, desenvolvido pela ORA – marca de veículos elétricos da GWM. 

Besouro x gato

Design

As cores foram pensadas para o mercado asiático, que curte tons metalizados e vibrantes. No interior há um toque retrô, mas muita tecnologia com um extenso console e, novamente, cores chamativas. Se você reparar bem, até o volante lembra o do Fusca. 

Interior retrô e tecnológico

Batalha judicial?

A estreia oficial do Punk Cat no mercado chinês está prevista para o último trimestre do ano, mas isso apenas se a VW não interferir. Questionada pelo site CarScoops, a montadora alemã informou: “no que diz respeito a quaisquer violações de modelo de utilidade ou de direitos de design da Volkswagen AG, nos reservamos o direito de tomar todas as medidas legais necessárias.”

Embora existam normas internacionais, como as redigidas na Convenção de Berna, é difícil encontrar precisamente algum termo que trate com exclusividade de direitos autorais na área automotiva.

Portanto, não se pode ter certeza que ocorrerá um processo, apesar do incômodo demonstrado pela montadora do Fusca.

Vale destacar que a Volkswagen vem produzindo modelos elétricos há algum tempo, e , em 2020, registrou os direitos em nome do e-beetle, o seu “fusca elétrico”. Mas, provavelmente, o besouro não contava com a agilidade do gato oriental.

O tradicional Golf é um dos carros da VW que ganharam versões elétricas

Essa história, no entanto, ainda pode dar pano para a manga. Afinal, o carro asiático ainda nem foi estreado no mercado. Até lá, faltam alguns bons quilômetros a percorrer, inclusive com a chance de parada para alteração do design, visando a evitar problemas futuros com a Volks.

Compartilhe

Comentários