A Ford anunciou a versão picape para a Maverick, que deverá chegar ao Brasil em 2022. Mas você sabia que um mecânico do Rio de Janeiro fez algo parecido em 1978?

Clássico da Ford e desejo de vários colecionadores, a Maverick marcou época na década de 1970. Mas se engana quem pensa que sua história acaba por aí. Em pleno século XXI, o nome que antes era um cupê, agora será picape.

Isso mesmo, a Maverick voltará às ruas em breve, adaptada ao cenário atual e com traseira aberta. Seu lançamento é uma grande aposta da montadora e vem atraindo muitos olhares curiosos. No entanto, o que poucos sabem é que, em 1978, um brasileiro já tinha tido a ideia de transformar o carro em picape – e o fez.  

Continue a leitura e confira detalhes sobre essa versão à frente de seu tempo e do modelo que está desabrochando.  

Em 1978, cupê vira pequeno caminhão

Oficina Motorflix, bairro de Botafogo, Rio de Janeiro. Neste local, o mecânico João Luiz Woerdenbag, transformou um Maverick quatro portas, ano 1975, em uma “picape de luxo”, fazendo adaptações exclusivas em um projeto que se estendeu por mais de dez meses.

O carro, que perdeu 200 de seus 1370 quilos originais e tinha capacidade de carga de 400 quilos, resultou em algo similar a uma miniatura da Ford Ranchero

O automóvel contava com um belo jogo de rodas palito Italmagnésio; retrovisor externo do original Maverick GT, e detalhes pretos na pintura – o que aumentava sua esportividade. Nos para-lamas traseiros, a picape apresentava olhos de gato retangulares (versão LDO), enquanto os frisos laterais vinham do Maverick Super Luxo.

De fato, o modelo modificado chamava atenção, inclusive porque, na época, o Brasil ainda não produzia picapes derivadas de carros de passeio. João Woerdenbag, cidadão de origem alemã e residente do Brasil, se aventurou por décadas customizando automóveis. Esse estilo nasceu oficialmente apenas no Salão do Automóvel de 1978, onde foi apresentada a Fiat 147 Pick-up

A picape Maverick atual

Produzida no México e com pré-vendas programadas para começar nos Estados Unidos em setembro, a picape Maverick deve chegar ao Brasil em 2022. O modelo possui motorizações 2.5 híbrida ou 2.0 EcoBoost turbo, além de cabine dupla com estrutura monobloco.

Derivada do SUV Bronco, também recente no mercado, o conjunto técnico da Maverick oferece 194 cv de potência, baixo consumo (17 km/litro) na cidade e uma autonomia de 805 km.

A proposta do veículo é a praticidade, com boa capacidade de armazenamento, tecnologia, atendendo várias necessidades cotidianas do cotidiano do proprietário. A picape conta com o FITS (Ford Integrated Tether System, ou Sistema de amarração integrado da Ford), que traz soluções de armazenagem variadas como porta-copos, organizador de cabos e até um recipiente para lixo.

A nova Maverick também é equipada com a tecnologia Co-Pilot 360, incluindo assistentes de frenagem de emergência; controle de cruzeiro adaptativo com Stop & Go; sistema de alerta de ponto cego, e tráfego cruzado e de manutenção da faixa de rolagem.

Tem ainda cinco modos de direção: Normal, Eco, Esportivo, Escorregadio e Reboque/ Transporte, além de três níveis de acabamento (XL, XLT e Lariat) – as últimas duas com opção de tração nas quatro rodas. 

Nos Estados Unidos, o veículo será bem mais barato do que as outras alternativas da Ford. 

Compartilhe

Comentários