Você provavelmente já deve ter reclamado que seu veículo ‘bebe demais’, não é? Portanto, leia as dicas e saiba como economizar combustível, ainda mais com o preço nas alturas.

Com o passar dos anos, é natural que os veículos comecem a apresentar algumas falhas, entre elas um maior consumo de combustível. Para piorar, a proporção entre encher o tanque e esvaziar o bolso atinge níveis cada vez mais insustentáveis.  Então, o que fazer diante desse impasse, ao menos para amenizar o problema?  

Felizmente, alguns truques de direção podem auxiliar na economia dessa fonte. Essas medidas geram bons resultados, pois o comportamento de quem está atrás do volante aumenta – ou diminui – os impactos no veículo, de diversas naturezas. 

É claro que, a depender do preço, não há bom comportamento que supra o gasto com combustível. Mas vale conferir algumas dicas que podem ajudar nesse sentido, com pequenas adaptações cotidianas. Lembrando que todas elas devem estar alinhadas a revisões periódicas em dia.

1) Mantenha uma velocidade constante

O consumo de combustível pode mudar significativamente de acordo com a velocidade aplicada. Sempre que possível, mantenha uma velocidade constante, respeitando os limites da via. Quando estiver dirigindo em estradas e quiser economizar o tanque, conduza mais devagar.

2) Evite movimentos bruscos

Quando o assunto é gastar menos combustível, é imprescindível evitar movimentos bruscos na direção, seja ao frear ou em qualquer outra manobra. Para isso, alguns fatores não podem ser deixados de lado:

  • Nunca arranque rápido demais no farol: isso gasta energia em excesso, além de não ser uma medida de direção recomendada;
  • Não freie em cima da hora: ao avistar um semáforo ou congestionamento a sua frente, tire logo o pé do acelerador e deixe a parada ocorrer gradualmente;
  • Mantenha a distância do carro da frente: isso evita freadas e acelerações bruscas e desnecessárias.

3) Mantenha a calibragem dos pneus em dia

A eficiência dos pneus está diretamente relacionada ao consumo de combustível. Portanto, é preciso verificar ao menos uma vez por mês a pressão dos pneus quando estes estiverem frios. Calibre-os de acordo com a recomendação do fabricante, e preste atenção se as rodas estão corretamente alinhadas. 

Leia também: Picape Maverick foi “ensaiada” nos anos 1970.

4) Respeite o fluxo do trânsito

Seguir o fluxo do trânsito é inevitável. Na maioria dos casos, não há esforço (ou velocidade) possível que gere diferença significativa no tempo de trajeto. Lembre-se que não vale a pena “disputar” o espaço carro a carro, correr para ultrapassar poucos veículos e, no final, ficar preso no mesmo farol ou congestionamento, com poucos metros de distância. 

Esse comportamento apenas causa um enorme gasto de combustível. O ideal é sempre respeitar o ritmo da via, com marchas altas e preservando o regime de giro do motor baixo. 

5) Evite deixar o veículo com muito peso

Por mais básico que seja, vale reforçar que tirar o excesso de peso de dentro do seu carro pode ajudar – e muito. Quanto mais pesado estiver o veículo, mais combustível ele irá gastar para um mesmo trajeto e velocidade que faria em condições normais. 

Portanto, tire aquela mala que está no carro há tempos sem propósito algum, ou qualquer outro item desnecessário!

6) Planeje o trajeto

Antes de sair, pense na rota que irá seguir. Mesmo que seja um caminho já conhecido, vale a pena utilizar a tecnologia a seu favor e verificar se não há nenhuma anormalidade (acidentes na pista, por exemplo). Isso evita voltas desnecessárias e situações desconfortáveis nas quais você se perde. E entre as consequências, estará o consumo excessivo de combustível.

Também leve em consideração o horário em que sairá na via. Sempre que possível, parta em um momento de menor intensidade no tráfego. Afinal, passar menos tempo na rua beneficia sua rotina, o trânsito como um todo, os gastos e o meio ambiente.

7) Frequente postos de gasolina confiáveis

Evite abastecer em locais sem referências ou totalmente desconhecidos. Os veículos, sobretudo os atuais, podem reagir mal a um combustível de má procedência. 

8) Diminua o arrasto

Não é à toa que os carros mais velozes do mundo possuem formatos alongados e aerodinâmicos. Itens como bagageiros no teto, racks e porta-bicicletas, além de afetar o funcionamento do veículo, elevam o consumo de combustível. Portanto, quando esses acessórios não estiverem sendo usados, remova-os. 

Compartilhe

Comentários