Ocorrido entre os dias 7 e 12 de setembro, o evento – tradicionalmente sediado em Frankfurt – teve a mobilidade urbana como principal tema.

Ainda que sem o público total em função da Covid-19, o Salão do Automóvel de Munique, na Alemanha (IAA Mobility), trouxe várias novidades de grandes montadoras, com destaque para eletrificação e mobilidade. 

Entre os diversos cenários montados, um deles foi reservado para a exposição de bicicletas elétricas. Ali estava um novo modelo da BMW, chamado Vision Amby, com pedal assistido e que promete altas velocidades.

Foto: Divulgação/BMW

Por meio de um aplicativo da empresa, o usuário pode escolher entre três modos de uso:

  • 300 km de autonomia e 25 km/h de velocidade máxima em ciclovias;
  • 180 km de autonomia e velocidade máxima de 45 km/h em estradas na cidade;
  • 75 km de autonomia e velocidade máxima de 60 km/h em estradas com várias faixas e fora da cidade.

Carros

Além da Vision Amby, a montadora apresentou o iX5 Hydrogen, um SUV cujo sistema usa células de combustível de hidrogênio. Quem esteve no Salão teve a chance não só de observar, como também testar o veículo.

Foto: Divulgação/BMW

A Mercedes-Benz, por sua vez, expôs o sedan elétrico EQE, uma versão menor em relação ao EQS, também lançado recentemente pela marca. O modelo conta com dois motores elétricos que, juntos, produzem 292 cavalos de potência e torque de 54 kgfm. Já a autonomia das baterias é de 660 km.

Ainda na categoria sedan elétrico, a Audi lançou o Grandsphere, equipado por dois motores elétricos capazes de fornecer potência total de 530 kW e torque de 97,89 kgf/m. De acordo com a fabricante, o carro pode ir de 0 a 100 km/h em 4 segundos.

Finalizamos com a Porsche, que mostrou ao IAA Mobility o seu Mission R: um cupê de corrida à base de materiais sustentáveis e muita tecnologia. O modelo consegue acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 2,5 segundos, podendo atingir velocidade máxima de 300 km/h. 

Leia também: Principais eventos automotivos no Brasil e no mundo.

Compartilhe

Comentários